Na última terça-feira (08/03), também Dia Internacional da Mulher, o CRA-RS promoveu um talk show com a jornalista Tânia Carvalho e o professor de Literatura da UFRGS, Sergius Gonzaga, com o tema “A Força da Permanência das Mulheres em o Tempo e o Vento”. O presidente do conselho, Adm. Valter Luiz de Lemos, destacou na abertura do evento que o cenário de hoje progrediu muito em relação às décadas passadas. “Estamos no caminho de um mundo mais igualitário, principalmente se tratando da igualdade entre homens e mulheres. Há uma ascensão do sexo feminino no mercado de trabalho”, destacou. A presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Administração do Rio Grande do Sul (ADM-RS) e Conselheira do CRA-RS, Adm. Lourdes Maria Ritt, ressaltou que as mulheres têm uma maneira diferente de enxergar as coisas, com mais sensibilidade e paciência.    

Para a jornalista Tânia Carvalho, ainda há carência da participação das mulheres na vida política brasileira. Sobre o tema em pauta, Tânia abriu o bate-papo com Gonzaga recordando o contexto da vida pessoal do escritor Érico Verissimo, que foi forte influência para suas obras. Érico pertencia a uma família em crise, de pais separados, situação que naquela época era muito julgada e repressiva pela sociedade. O que fazia de sua mãe uma mulher forte e determinada, além disso, Érico tinha muitos conflitos com seu pai. “As crises familiares faziam com que ele enxergasse as mulheres superiores aos homens, elas estavam em outro patamar, por isso suas personagens femininas representavam a moral, a ética, a força e a coragem”, explica o professor. Em relação à obra "O Tempo e o Vento", Gonzaga destaca que as mulheres representam o vento que reflete à memória, no sentido de ir e voltar e os homens o tempo, pois não se interessavam pelo passado.

Sobre a obra: composta de três romances – "O Continente", "O Retrato" e "O Arquipélago" –, os livros trazem acontecimentos e histórias de dimensões épicas, que narram 200 anos do processo de formação do estado do Rio Grande do Sul e é considerada uma das mais importantes obras da literatura brasileira.