O CFA juntamente com o CRA-RS e o CRA-RJ foram pioneiros em realizar o Curso de Capacitação e Formação de Multiplicadores para a Promoção do Trabalho Decente e Responsabilidade Social na sede da OIT/ONU, em Brasília. O principal objetivo foi trazer o tema de responsabilidade social e trabalho decente e inserir isso no conteúdo cultural do Administrador, principalmente quando ele vai trabalhar na área de Recursos Humanos. A partir disso, nesta quinta-feira (27/10), o presidente do CRA-RS, Adm. Valter Luis de Lemos se reuniu com a Assessora de equipe da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil, Ângela Pires Terto, a fim de solicitar o apoio para conclusão do material didático produzido durante o referido evento. "Quando ocorreu o curso, construímos um material a partir dos temas debatidos naquele momento, relacionados aos direitos humanos e promoção do trabalho decente, desenvolvendo suas habilidades para utilizar os instrumentos e mecanismos das Convenções da OIT e normas internacionais das Nações Unidas", explicou o presidente. 
 
A segunda etapa é fazer com que os participantes da capacitação sejam disseminadores e multiplicadores da defesa do trabalho decente. Dessa forma, elaborar materiais com conteúdo, estabelecendo parâmetros de disseminação de informação e conhecimento tanto para os propagadores, como para quem irá receber a qualficação e aprendizagem. A representante da ONU, Ângela, sugeriu que seja feita uma parceria com o sistema ONU como um todo, para que outras agências colaborem com a iniciativa. "Enxergamos no sistema CFA um grande parceiro, principalmente para difundir o Pacto Global. É preciso compreender que Direitos Humanos é muito além, é o meio ambiente, é a responsabilidade social e o Administrador é o profissional ideal para propagar isso dentro das empresas", destacou. Neste sentido, o Adm. Lemos acrescentou que esses conceitos devem permear com a ética empresarial, que hoje em dia está faltando nas organizações. "O Administrador tem uma responsabilidade muito grande nas empresas e lastimavelmente alguns conteúdos não são abordados nos cursos de graduação", analisou. 
 
O encontro resultou ainda em novos projetos entre as entidades que serão alinhadas para serem concretizadas em 2017.