O Plenarinho – Sala João Neves da Fontoura – lotou na manhã desta terça-feira (15/08) para a Audiência Pública realizada pelo CRA-RS, por meio da Câmara de Gestão Pública (CGP), juntamente com o Deputado Adm. Eduardo Loureiro, presidente da Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Na oportunidade, além de ser lançado o Sistema CFA de Governança, Planejamento e Gestão Estratégica de Serviços Municipais de Água e Esgotos (CFA-Gesae), foi realizado um momento especial em homenagem aos 50 anos do CRA-RS completados no dia 17 de janeiro de 2018. Diante da parceria e união com o CFA e de sua trajetória profissional, foi entregue a medalha da 54ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul ao presidente do CFA, Adm. Wagner Siqueira. Ainda, reforçando a importância da solenidade, foi implantada a Frente Parlamentar pela Qualificação da Gestão Pública. Outro momento importante foi a entrega do Projeto de Lei Municipal contemplando a vinculação de comitês de prevenção e solução de controvérsias em contratos administrativos da Gestão Municipal, apresentada pela a Câmara de Mediação e Arbitragem e com andamento dado pela Câmara de Gestão Pública da autarquia. 
 

50 anos pela valorização profissional 

A presidente do CRA-RS, Adm. Claudia Abreu, rememorou que em janeiro deste ano o Conselho gaúcho completou 50 anos, sendo criado em 1968 a partir da Resolução CFA Nº 2, na época chamado de Conselho Regional de Técnicos de Administração coordenado por Juntas Executivas Regionais enquanto ainda não eram eleitos os membros efetivos e suplentes dos Conselhos. “Nossa casa completou meio século de vida. Muita coisa mudou desde lá e continua mudando de forma desenfreada, porém a luta pela valorização profissional visando a ética, competência e inovação em prol dos profissionais da Administração continua e se fortalece a cada ano”, destacou. A presidente fez um agradecimento a todos os conselheiros, tecnólogos  e Administradores presentes e à Câmara de Gestão Pública da autarquia que somou esforços para efetivar a realização do evento. Em especial, Adm. Claudia citou todos os ex-presidentes do CRA-RS que juntos fizeram um Conselho forte e atuante.
 

Uma dedicação conjunta: entrega da medalha ao presidente do CFA, Adm. Wagner Siqueira 

“A trajetória profissional marcada pela dedicação e a liderança forjada na labuta diária da defesa da categoria são provas incontestes, no caso do nosso homenageado Wagner Siqueira, de que a fruta não cai longe do pé”. A declaração foi do deputado e Administrador Eduardo Loureiro referindo-se ao presidente do CFA, Adm. Wagner Siqueira, filho de Belmiro Siqueira, ao fazer a entrega da medalha da 54ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. A trajetória do profissional Wagner, do CFA e desses 50 anos de CRA-RS está diretamente relacionada à luta que nosso país percorre no sentido de aperfeiçoar a gestão das empresas privadas e das organizações públicas. “Dificilmente alcançaremos melhores resultados econômicos e sociais sem aplicar os conceitos de gestão que a ciência da Administração nos oferece. Sem estas ferramentas continuaremos atirando no escuro, improvisando no amadorismo e lamentando os resultados”, apontou o Deputado. 
 
Agradecido, o Adm. Wagner Siqueira, exaltou que a Administração Pública e a iniciativa privada efetivamente serão mais eficientes se forem embalados, sustentados e apoiados pelo regime democrático. “Essa honraria é o reconhecimento do esforço de todo uma comunidade profissional. Agradeço ao provo rio-grandense, sempre vou me lembrar deste momento tão gratificante”, enalteceu, acrescentando que recebe a homenagem em nome de toda categoria e do CFA. 

Frente Parlamentar pela Qualificação da Gestão Pública 

Nesse contexto, para reforçar ainda mais a luta pela profissionalização da Administração, a Assembleia Legislativa do Estado do RS com o forte apoio do CRA-RS instalou uma Frente Parlamentar pela qualificação da gestão pública. “Tomei a iniciativa de representar esse requerimento e fico extremamente grato com o apoio da unanimidade dos deputados dessa casa que passam a integrar esta frente parlamentar coordenada 55 parlamentares”, realçou o Dep. Adm. Eduardo Loureiro. (Na próxima revista Master, nº 158, terá uma entrevista especial sobre a Frente Parlamentar, fique atento!) 

CFA-GESAE: tomada de decisão com embasamento 

“Somente baseados em indicadores de um sistema fidedigno à realidade é possível sair do achismo e partir para avaliações, análises e tomadas de decisões com embasamento”, afirmou a presidente do CRA-RS, Adm. Claudia, em relação ao Sistema CFA de Governança, Planejamento e Gestão Estratégica de Serviços Municipais de Água e Esgotos (CFA-Gesae). A ferramenta foi apresentada pelo superintendente do CFA, Douglas Evangelista Neto e conta com 70 indicadores simplificando a vida do gestor da área de água e esgoto. “É fundamental entender que os dados estão ali para auxiliar, porém é preciso de profissionais que estejam dispostos a agir e saber analisar esses indicadores”, disse, levando ao conhecimento do público que 35 milhões de pessoas não tem abastecimento de água potável, além de que mais da metade do esgoto produzida pelo Brasil é jogada na natureza. 
 
Por meio da ferramenta, é possível analisar a situação de todas as cidades do país a partir de indicadores como Tarifa Média praticada, Despesa de Exploração por metro cúbico Faturado, Despesa de Pessoal por metro cúbico, Despesa de Serviços de terceiros por metro cúbico, Índice de Coleta de Esgoto, Índice de Tratamento de Esgoto e Índice de Perdas por Ligação. “O que simplifica é a forma que eles estão apresentados, pois os dados são fornecidos pelo Ministério das Cidades, mas em forma de gráficos e com o nosso sistema conseguimos visualizar e identificar o que deve ser melhorado na gestão do município”, explicou. 
 
Nesse sentido, o Dep. Adm. Loureiro, levantou que é preciso avançar no modelo praticado dentro das nossas administrações públicas. “É preciso incorporar técnicas e ferramentas que são disponibilizadas pela ciência da Administração. Ainda não temos uma cultura voltada para a gestão, aí está a razão dos grandes problemas que temos no setor público brasileiro”, lembrou, reforçando a importância do trabalho que vem sendo feito pelo CFA na criação de instrumentos que contribuem de forma efetiva para a melhoria da gestão municipal. 
 
O coordenador da Câmara de Gestão Pública do CRA-RS, Adm. Flavio Cardozo de Abreu, lembrou como a deficiência no serviço de saneamento e esgoto impacta na saúde da população. O que é possível comprovar com o dado de que a cada um real investido em saneamento é economizado quatro reais em gastos com a saúde. “Precisamos compreender também que é um sistema de governança e planejamento estratégico de serviços públicos, ou seja, além da análise, é preciso agir a partir dos dados no enfrentamento do problema”, destacou. 
 
Confira as fotos na galeria de fotos do nosso site!