Histórias e experiências de mulheres que conquistaram o seu espaço no mercado de trabalho foram compartilhadas no evento "Empreendedorismo Inspiração", na segunda-feira (04/11), no Theatro São Pedro, em Porto Alegre. O CRA-RS apoiou o evento e marcou presença nesta iniciativa do Núcleo Porto Alegre do Grupo Mulheres do Brasil que contou com debate entre Luiza Trajano, Presidente do Grupo Mulheres do Brasil e Presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, Chieko Aoki, do Blue Tree Hotels, e Elizabete Scheibmayr, Líder do Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil.
 
Antes de participar do painel, a empresária Luísa Helena Trajano conversou com algumas mulheres, dentre elas a Presidente do CRA-RS, Claudia Abreu, e a Vice-presidente de Relações Externas do autarquia, Helenice Reis. Na ocasião, a Presidente do Conselho Regional de Administração do RS falou sobre o grupo CRA-RS Mulher e a intenção de incluir as profissionais no grupo para que possam ser mentoras nas áreas relacionadas à Administração e ao empreendedorismo.
 
O "Empreendedorismo Inspiração" foi criado pelo Núcleo Porto Alegre do Grupo Mulheres Brasil com o intuito de gerar conteúdo, aproximação, acolhimento e principalmente coragem para incentivar o empreendedorismo feminino através de profissionais com atuação destacada no cenário nacional. O formato de talk show é uma proposta para permitir que cada uma das convidadas fale da sua trajetória, mas também com interação do público.
 
Estudos comprovam que as mulheres estão cada vez mais estimuladas a criarem seus próprios negócios. Segundo uma pesquisa de 2018 da Global Entrepreneuship Monitor (GEM), 51,5% dos novos empreendimentos abertos são gerenciados por mulheres.
 
"O Brasil tem autoestima baixa. Não valorizamos o que temos de bom. Temos valorizar. Isso precisa ser falado", destacou Luiza Trajano, durante o evento.
 
No Brasil, dados mostram que cerca de 15% das mulheres são empreendedoras. Por isso, segundo Mariana Ferreira dos Santos, do Núcleo Porto Alegre do Grupo Mulheres do Brasil, estimular o empreendedorismo feminino é contribuir para potencializar do desenvolvimento econômico e social de um país onde 51,7% da população composta por mulheres. "Eventos como esse devem ser cada vez mais frequentes para que essa realidade não perca força", ressaltou.
 
O tema trabalho e filhos também foi abordado durante o painel. Para Elizabete Scheibmayr, Líder do Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil, as mulheres não podem alimentar o drama e a culpa com seus filhos. "Não podemos alimentar o drama. Costumo dizer para meu filho quando vem alguma reclamação: é o que tem para hoje", salientou, gerando aplausos da plateia.
 
Outra sugestão ligado ao empreendedorismo foi dado por Luiza Trajano, segundo a qual, empreendedoras precisam ter atenção com o ciclo da empresa. "A empresa não erra somente quando começa, mas quando não sabe entender o momento de mudar o ciclo. Nunca se pode perder de vista isso", alertou.
 
Grupo Mulheres do Brasil
 
O Grupo Mulheres do Brasil foi criado em 2013 por 40 mulheres de diferentes segmentos com o intuito de engajar a sociedade civil na conquista de melhorias e discutir temas ligados ao Brasil. É composto por mulheres que têm em comum o propósito de serem protagonistas na construção de um país melhor. Presidido pela empresária Luiza Helena Trajano, tem mais de 30.500 participantes e é organizado em 21 comitês e 49 núcleos espalhados pelo Brasil e pelo mundo. O Núcleo Porto Alegre foi lançado em novembro de 2017.
 
O Núcleo Porto Alegre do Grupo Mulheres do Brasil foi lançado em novembro de 2017, na Unisinos, com a presença da empresaria Luiza Trajano, da Presidente do CRA-RS, Claudia Abreu, da Conselheira Federal do CFA, Claudia Stadtlober, além de Soraia Schutel é Luciana Maines.