Todas as primeiras quartas-feiras do mês, as profissionais de Administração do Sistema Conselhos Federal e Regionais de Administração (CFA/CRAs) que fazem parte do grupo ADM Mulher se reúnem para discutir temas voltados para o fortalecimento feminino na área da Administração. O último encontro aconteceu no dia 5 de agosto e contou com a presença de mais de 30 mulheres, entre elas as vice-presidentes do CRA-RS, Helenice Reis e Izabel Lopes, e as conselheiras Otília Gomes, Nadir Becker, Lurdinha Guimarães, e a Adm. Ana Paula Bohn.

A conselheira federal do CFA pelo estado do Rio Grande do Norte, Ione Salem, abriu o encontro. Segundo ela, “a pandemia mostrou que podemos nos reunir virtualmente e estamos produzindo muito”. Em seguida, a consultora Adm. Mirian Souza apresentou a palestra com tema “A força feminina na gestão de empresas sustentáveis”.

Um dos assuntos da pauta da reunião foi a implantação das Comissões da Mulher nos CRAs. O grupo responsável por este trabalho apresentou a cartilha que foi elaborada para ajudar nesse processo. O material tem 20 páginas com orientações e modelos de documentação necessários para formar um CRA Mulher.

“A maioria dos CRAs ainda não tem uma comissão feminina, mas fazem trabalho relacionado a mulheres, principalmente eventos. Os Regionais do Rio Grande do Sul, do Rio de Janeiro, do Ceará e do Amazonas, por já terem um trabalho forte na área, se disponibilizaram a dar subsídio para desenvolver a cartilha para a implantação do CRA Mulher em todos os CRAs”, explicou a conselheira Ione.

A cartilha apoiou-se nos objetivos da “Carta de Palmas”, documento criado, em 2019, na segunda fase do II Fórum das Profissionais de Administração, que aconteceu paralelo ao XVI Fórum Internacional de Administração, realizado na capital tocantinense. A Carta contempla as ações que a serem realizadas em 2020.

Ione reforçou que todo o trabalho é voltado para o fortalecimento da mulher profissional de Administração. “Das 47 sugestões, nós priorizamos aquelas voltadas para o empreendedorismo, o mercado de trabalho e o empoderamento da mulher. O nosso foco é a profissão”, disse.

As mulheres administradoras também conversaram sobre a realização de eventos. O grupo de trabalho que está a frente das lives e eventos digitais, formado por representantes dos CRAs do Paraná, Ceará, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, apresentou objetivos e proposta de temas, assim como propostas de datas. A expectativa é que eles sejam realizados mensalmente até dezembro deste ano.