Durante o IX Encontro de Professores e Coordenadores dos cursos de Administração (EPROCAD-RS) ocorreu o IV Fórum de Coordenadores que discutiu as principais diretrizes dos grupos de coordenadores bacharelado, coordenadores tecnólogos, professores e acadêmicos e empreendedores. Mediado pelo presidente da Câmara de Ensino do CRA-RS, Adm. Adroaldo Lazzarotto, o principal objetivo foi compartilhar ideais, propósitos e iniciativas para melhoria dos cursos de Administração para, posteriormente, lançar a Carta São Leopoldo, documento que definirá a melhor forma de trabalhar em conjunto e o direcionamento de atuação. 
 
De acordo com o Adm. Roberto Luiz Alves Salazar, que representou o grupo do Fórum de Coordenadores Bacharelado, é preciso determinar a identidade do novo Administrador. “Debatemos tópicos como os desafios das áreas de tecnólogos, a aproximação com os outros cursos, as novas tecnologias que o mercado oferece hoje. Para chegarmos a um resultado positivo é preciso compartilhar experiências e somar expertises”, ressaltou, levantando a pergunta sobre qual é o verdadeiro papel do Administrador como docente reunindo a instituição à realidade de mercado. 
 
Já o Fórum de Coordenadores Tecnólogos, representado pelo professor Nilson Rübenich, destacou que o curso tecnólogo hoje deixou de ser escolhido por ter a conclusão mais rápida, mas se tornou a porta de entrada para os alunos na graduação da Administração. “O estudante já entra no curso com interesse de um aprofundamento na área de Administração, partindo depois para uma formação tradicional”, explicou. Ele apontou também que há outros profissionais de diferentes áreas ocupando lugares de Administradores no mercado e isso que deve preocupar. “Estamos brigando entre tecnólogos e bacharéis quando o problema está fora da nossa área. É preciso ter outros horizontes”, analisou. 
 
Durante o encontro no Fórum dos Professores, exibido pela Adm. Ilsa Solka Lemos, foram expostos as ferramentas de gestão que realmente são fundamentais na Administração. “Preciso ter um papel efetivo como facilitador da caminhada do aluno. Hoje há um descompasso muito grande entre o ensino em relação ao mercado”, afirmou. Ainda foi levantado a questão de que a sala de aula deve ser um espaço para desenvolvimento do conhecimento e da criatividade. 
 
Aos alunos, representados pelo Adm. Luiz Klippert, Vice-Presidente da Câmara de Jovens Administradores (CJA), há uma expectativa de que os cursos de Administração podem ser melhores. “Há uma necessidade de que os cursos da grade curricular se alinhem com a realidade de mercado, sendo focado no que estão esperando daquele profissional”, realçou.