Ecossistemas de inovação, suas características e como ingressar e atuar nesse modelo de negócios? O tema foi pauta de duas noites de discussões na Serra Gaúcha, essa semana, em edições do XV Ciclo de Debates de Administração do RS (CIDEAD), promovido pelo CRA-RS. Na segunda-feira (14/08), Bento Gonçalves recebeu o evento, na sede da UCS. Já na terça-feira (15/08), foi a vez da comunidade de Caxias do Sul participar da atividade, realizada no Centro Universitário da Serra Gaúcha – FSG. Em ambos municípios, o Ciclo contou com a palestra “Ecossistema Gaúcho de Inovação e Startups Disruptivas”, ministrada pelo presidente da Associação Gaúcha de Startups (AGS), Thomás Capiotti.

    “É um tema relevante e atual. O mundo inteiro busca inovação para aumentar a competitividade de seus negócios”, destacou a presidente do CRA-RS, Adm. Claudia Abreu, na abertura do evento em Bento Gonçalves. O conselheiro do CRA-RS, Adm. Luiz Klippert, destacou o CIDEAD como uma oportunidade para aprender, crescer e agregar conhecimento. “Vocês vão esperar que a crise passe ou vão agir como multiplicadores da mudança para que possamos voltar a crescer com os olhos no futuro, criando um ecossistema pujante? Vocês são a mudança para construção de um novo Brasil e de um novo Rio Grande do Sul”, disse ele, ao representar a presidente do Conselho em Caxias do Sul. 
 
    Ecossistemas de inovação, suas características e como ingressar e atuar nesse modelo de negócios? O tema foi pauta de duas noites de discussões na Serra Gaúcha, essa semana, em edições do XV Ciclo de Debates de Administração do RS (CIDEAD), promovido pelo CRA-RS. Na segunda-feira (14/08), Bento Gonçalves recebeu o evento, na sede da UCS. Já na terça-feira (15/08), foi a vez da comunidade de Caxias do Sul participar da atividade, realizada no Centro Universitário da Serra Gaúcha – FSG. Em ambos municípios, o Ciclo contou com a palestra “Ecossistema Gaúcho de Inovação e Startups Disruptivas”, ministrada pelo presidente da Associação Gaúcha de Startups (AGS), Thomás Capiotti.
 
   “É um tema relevante e atual. O mundo inteiro busca inovação para aumentar a competitividade de seus negócios”, destacou a presidente do CRA-RS, Adm. Claudia Abreu, na abertura do evento em Bento Gonçalves. O conselheiro do CRA-RS, Adm. Luiz Klippert, destacou o CIDEAD como uma oportunidade para aprender, crescer e agregar conhecimento. “Vocês vão esperar que a crise passe ou vão agir como multiplicadores da mudança para que possamos voltar a crescer com os olhos no futuro, criando um ecossistema pujante? Vocês são a mudança para construção de um novo Brasil e de um novo Rio Grande do Sul”, disse ele, ao representar a presidente do Conselho em Caxias do Sul. 

 
cidead-caxias
CIDEAD em Caxias do Sul 
 
   O Estado, segundo levantamento da AGS, conta com cerca de 300 startups. A associação surgiu a partir da iniciativa de empreendedores que viram e viveram ecossistemas inovadores em outros países e retornaram ao Rio Grande do Sul questionando o que faltava para a criação desta cultura por aqui. Segundo Capiotti, para fortalecer esse modelo de atuação, é necessário conexão, networking, muita conversa e resiliência, além de densidade de negócio. “Como a inovação acontece no Vale do Silício? Lá a cultura da cooperação e da colaboração é muito forte e as empresas se relacionam de forma muito veloz. Isso ainda não acontece no Brasil, que hoje tem uma cultura mais reativa do que proativa”, comentou ele, destacando que um dos objetivos da AGS é justamente fortalecer posturas como a americana no Estado. Para ingressar no universo das startups, ele recomenda aos empreendedores que se apaixonem pelo problema e não pela solução, tenham uma proposta de valor e, principalmente, a inovação no DNA.