Professores e coordenadores das áreas de Administração de Instituições de Ensino Superior de diversas cidades do Estado participaram, nesta sexta-feira e sábado (12 e 13/04), do XII Encontro de Professores e Coordenadores dos cursos das áreas da Administração - EPROCAD. A edição deste ano, que ocorreu na Universidade Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) de São Luiz Gonzaga, teve como tema principal “O ensino por competências na área de Administração: interpretações das diretrizes curriculares e do catálogo nacional dos CSTs”. 
 
No primeiro dia, a programação contou com IX Fórum de Coordenadores que reuniu docentes da Administração e até de outras áreas do conhecimento para um debate sobre o ensino por competências. Ao realizar a abertura da atividade, o coordenador da Câmara de Ensino do CRA-RS, Adm. Nilson Varella Rubenich, pediu que as Instituições de Ensino Superior estejam mais próximas do Conselho como forma de qualificar o ensino e a formação dos profissionais das áreas da Administração. “Atualmente as Instituições de Ensino Superior não são tão ativas no Conselho, e ao mesmo tempo, temos mais de 20 cursos de tecnologia que podem se registrar no CRA-RS, além dos EADs que surgem a todo o momento. Por isso, nós pedimos: procurem o Conselho, se façam presentes e nos ajudem a manter esse banco de dados atualizado, para que assim possamos ter mais profissionais regulamentados”, incentivou o Adm. Nilson.
 
Ainda na noite de sexta-feira (12/04), o Coordenador do Curso de Negócios Internacionais da Escola de Negócios da PUCRS e representante da Angrad no Rio Grande do Sul, Adm. Adroaldo Lazarotto, realizou uma palestra sobre as competências definidas no âmbito das diretrizes curriculares. Segundo o professor, os coordenadores dos cursos das áreas da Administração possuem um grande desafio que é o de manter uma grande curricular atualizada com base nas habilidades e competências exigidas pelo mercado de trabalho. 
 
“A Administração não tem um DNA tão claro como a maioria dos cursos. Mas ela tem uma característica que outros cursos não têm: opção. Isso faz que o Administrador possa estar em qualquer lugar, ou melhor, deveria estar! O nosso problema está nessa quantidade de opções que nos desafia a ajudar nossos alunos a se encontrarem em suas áreas de atuação, mas sem perder a essência do Administrador”, defendeu o Adm. Adroaldo. 
O vice-presidente institucional do CRA-RS, Adm. João Alberto Gonçalves Junior, que falou em nome da diretoria do Coselho, afirmou acreditar no potencial do evento em aumentar a qualificação dos docentes e demonstrou sua satisfação em ver a participação de tantas pessoas.
 
“Obrigado por estarem presentes e por acreditarem no evento. É isso que fará nosso Conselho mais forte, estarmos mais unidos, mais coesos, e principalmente em busca de um objetivo bem definido para que possamos entregar mais. O CRA-RS é para todos e do Rio Grande do Sul, por isso estamos aqui em São Luiz Gonzaga realizando esse evento tão maravilhoso”, demonstrou o Adm. João.
 
Presente na abertura do segundo dia de programação, o prefeito de São Luiz Gonzaga, Sidney Luiz Brondani, falou sobre como a URI, por meio do curso de Administração, tem formado profissionais que tem ajudado a transformar a sociedade.  “É um orgulho para São Luiz Gonzaga receber esse evento que tem uma significação muito grande para nós que, encaramos a Administração como um meio de levarmos adiante nossos projetos. Se nós tivéssemos pessoas com alguma formação em Administração ou com o mínimo de noção em nossos postos de trabalho, principalmente na vida pública, nós teríamos hoje um Brasil, um Rio grande e municípios melhores. Hoje na política, ou você tem uma mínima noção de Administração ou você está fadado a não prosperar”, reforçou Sidney. 
 
Representando o Ministério da Educação, a professora Carmem Lúcia Castro da Cruz realizou um painel sobre as competências previstas na Diretriz Nacional Curricular dos cursos de Administração e como elas são avaliadas pelo MEC por meio do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Segundo ela, um dos objetivos do exame é identificar o perfil do egresso e examinar se a formação ofereceu a ele competências e habilidades para solucionar problemas de forma crítica. “Buscamos qualidade e a parceria com o CRA-RS é fundamental para agregar em termos de competência e em perfil do egresso em relação ao que queremos para oxigenar os cursos e torna-los mais atuais. Por isso, quanto mais pessoas e entidades trouxermos para perto do Conselho, mais iremos enriquecer o produto final – os profissionais”, afirmou Carmem. 
 
Ao proferir a palestra em nome do Conselho Federal de Administração, a conselheira federal, Adm. Claudia de Saller Stadtlober, chamou a atenção para os dados do Censo da Educação Superior de 2017 que revelam o aumento das matrículas em Cursos Superiores de Tecnologias na área da Administração e a diminuição em Bacharelado nos últimos dez anos. Segundo Claudia, o índice de profissionais formados que se registram ainda é muito pequeno - em torno de 10% - e por isso é preciso estabelecer funções e responsabilidades exclusivas do Administrador, assim como ocorre na Engenharia e na Medicina. Outra medida necessária é a aproximação do Conselho com as Instituições de Ensino Superior e com os estudantes. Para ela, o fato de o CRA-RS ter uma Câmara de Ensino e outra de Jovens Administradores já mostra que a entidade quer essa proximidade.
 
“A relação do recém-formado com o Conselho só vai ocorrer se ele enxergar a relevância disso, mas não vamos conseguir convencê-lo de se registrar no último dia de aula. É preciso haver uma construção ao longo da formação, e isso se dá com os nossos pares, que são os professores e os Administradores”, defendeu a conselheira federal Adm. Claudia Stadtlober.
 
Após a realização de oficinas sobre os assuntos comentados ao longo do evento, o vice-presidente institucional do CRA-RS enfatizou novamente a importância da união e a participação dos profissionais no Conselho para fortalecer a classe. 
“Nós precisamos estar juntos para fazermos a nossa profissão mais forte e alinhada em busca da qualificação da gestão. Precisamos, sobretudo, termos orgulho. Eu tenho orgulho de ser Administrador porque a Administração move o mundo. Defendam mais a nossa profissão pois assim, tenho certeza, que logo ela estará no lugar que deve estar”, finalizou o Adm. João.
 
O XII EPROCAD, assim como o IX Fórum de Coordenadores, o XI Encontro Estadual da ANGRAD e o Prêmio Docência no Ensino Superior em Administração realizados concomitantemente ao evento, foram promovidos pelo CRA-RS, por meio de sua Câmara Especial de Ensino e pela URI, em parceria com o Conselho Federal de Administração e Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (Angrad) e Prefeitura Municipal de São Luiz Gonzaga.