O Dia Global do Empreendedorismo Feminino, lançado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em novembro de 2014, é comemorado mundialmente na próxima terça-feira (19/11). Como forma de marcar a data, o CRA-RS promove, na segunda-feira (18/11), a partir das 19h30, no auditório da autarquia (Rua Marcílio Dias, número 1030), em Porto Aegre, o CRA-RS Recebe dedicado a debater os desafios e oportunidades no empreendedorismo entre as mulheres.
 
Estão confirmadas para o evento a Gerente de Relações Institucionais da Bebidas Fruki S.A., Administradora Fabíola Eggers,  a Diretora da Miillcom Seleção e Desenvolvimento, Administradora Hospitalar Luciana Barbosa, a Administradora de Empresas e especialista em gestão de pessoas, Lucélia Ourique, além da Administradora de Empresas e especialista em operações de tecnologia, Mirian Souza. As inscrições gratuitas para o evento podem ser realizadas pelo site.
 
Estudo do Sebrae sobre empreendedorismo feminino divulgado em agosto desse ano mostra que as brasileiras abrem negócios tanto quanto os homens, mas ganham 22% menos e suas empresas fecham mais rápido.
 
Segundo o estudo, mulheres são cerca da metade dos empreendedores iniciais (com negócios de até 3,5 anos). Elas correspondem a 49% ou 11,9 milhões de empreendedores nesta etapa.
 
Já entre os estabelecidos, cujos negócios estão consolidados, elas representam 43%. As empreendedoras, apesar de serem mais escolarizadas, ganham 22% menos que os homens, com rendimento mensal médio de R$ 1.831.
 
Outra diferença é que a parcela de negócios por necessidade é maior entre as mulheres – 44%, ante 32% para homens. Isso significa que elas empreendem para fugir do desemprego ou porque não têm alternativa de renda, conforme a pesquisa.