O presidente do CRA-RS, Adm. Valter Luiz de Lemos juntamente com o conselheiro da autarquia, Adm. Marco Aurélio Kihs, estiveram no SEBRAE-RS a partir de uma análise fiscalizatória de edital divulgado pelo SEBRAE-RS. O documento foi divulgado para contratação de empresas e profissionais em três áreas de conhecimento: prestadoras de serviços de instrutoria (cursos, capacitação e/ou treinamento); consultoria de soluções SEBRAE e desenvolvimento de conteúdos e metodologias para o SEBRAE-RS. 
 
A autarquia gaúcha, ao examinar as áreas que as empresas em questão prestariam serviços, verificou que que algumas dessas áreas integram na quase totalidade exclusiva ou em parte o campo da ciência da Administração. Diante disso, o Conselho procurou o SEBRAE-RS solicitando que o edital nº 01/16, que trata de cadastramento e credenciamento de instrutoria e consultoria SEBRAE/RS, fosse ajustado a fim de que somente empresas e pessoas regularmente registradas no CRA-RS pudessem dele participar no que diz respeito às áreas especificas da Administração. 
 
A ação do Conselho por meio da Câmara de Fiscalização e Registro tem o intuito de preservar o campo profissional do Administrador e defender a sociedade dos maus profissionais de Administração, não habilitados ao exercício da profissão consagrada na lei. De acordo com o Adm. Marco Aurélio Kihs, presidente da Câmara de Fiscalização e Registro da autarquia, é indispensável para o restabelecimento da observância dos dispositivos legais que o Edital seja ajustado nesse sentido. O Sebrae irá fazer uma análise interna sobre as postulações feitas pela autarquia gaúcha e dará o devido retorno ao Conselho.