Depois de 12 anos, o Brasil volta a ter assento na diretoria da Organização Latino Americana de Administração (OLA). Na última segunda-feira, 26, em uma assembleia on-line de eleição, o conselheiro federal suplente do CRA-RS, Adm. Rogério Bohn, foi eleito para a comissão fiscalizadora e para a coordenação do comitê de eventos da OLA. Também representando o país, o Adm. Gilmar Camargo, de Minas Gerais, foi eleito vice-presidente da região Sul da OLA. 
 
A nova gestão da instituição vai atuar até 2022, com o objetivo de promover o desenvolvimento de jovens líderes na América Latina e no Caribe. Para isso, o grupo montou uma proposta de trabalho que engloba o fortalecimento profissional e institucional, uma melhor comunicação, focada no marketing digital, e a globalização das ações da OLA.
 
Além disso, outros pontos estratégicos são o desenvolvimento científico e acadêmico da Administração e o incentivo ao empreendedorismo. A organização, criada em Porto Alegre em 1983, congrega os profissionais de Administração de toda a América Latina, desde o México até a Argentina, onde possui sua sede, em Rosário.