O CRA-RS reuniu Administradores e estudantes de Administração, no dia 28 de setembro, para a 7ª edição do Seminário de Administração em Saúde. O evento ocorreu no Hotel Continental, em Porto Alegre. Cerca de 130 pessoas participaram dos debates em torno do tema “O mercado e a qualidade assistencial”. O evento foi realizado pela Câmara para Assuntos de Administração da Saúde (CS). Na abertura, a Adm. Cláudia de Salles Stadtlober, presidente do CRA-RS e uma das fundadoras da CS, destacou sobre o crescimento do Seminário e da Câmara. “O evento cresceu, assim como a Câmara. O que oportunizou o desenvolvimento do tema entre os Administradores. Além disso, a atuação na área da saúde deu visibilidade para o Conselho integrar o Movimento Saúde, Rio Grande”, afirma Cláudia. A presidente da CS, Adm. Claudia de Souza Pereira Abreu, apresentou uma retrospectiva das edições anteriores do evento, assim como o planejamento para 2012/2013. “Para participar da Câmara o requisito é ser Administrador e atuar na área da saúde”, comenta Cláudia.

Na parte da manhã, os temas em destaque foram: Modelo de Gestão, com a palestra de Alberto Beltrame, e Novos Modelos de Remuneração dos Hospitais, com o Adm. Carlos Figueiredo, da ANS (Agência Nacional da Saúde Suplementar). Beltrame, que é e ex-secretário Nacional de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde e atualmente é Superintendente do Instituto de Cardiologia, fez um paralelo entre gestão pública e privada. Segundo ele, as duas áreas não são opostas. “É possível fazer uma sinergia entre essas duas posições por ter o objetivo comum: oferecer bons serviços de saúde para a população”, conclui. Já Figueiredo, destacou dois pontos: a conta aberta aprimorada e os procedimentos gerenciados. “A Associação realiza um trabalho em relação à melhoria da remuneração dos hospitais de saúde suplementar, que são os que trabalham com planos de saúde”, afirma.

No turno da tarde, a programação iniciou com a palestra “Gestão de Risco e Segurança do Paciente”, com Tanira Andreatta Torelly Pinto, do Hospital de Clinicas Porto Alegre. Ela abordou aspectos relacionados com a segurança do paciente dentro de um hospital. Ela apresentou um dado do Instituto de Medicina/EUA que aponta que os erros associados a assistência à saúde causam entre 44 mil e 98 mil disfunções a cada ano nos hospitais norte-americanos. Entre os europeus, estudos da área de Qualidade da Atenção Hospitalar mostra que um a cada dez pacientes sofre danos evitáveis e eventos adversos ocasionados durante a assistência recebida.

Após, o evento contou com o painel “Regulação do Paciente: Enfoque Municipal e Estadual”, com a participação de Miriam Berllinaso e Gladis Jung, representantes dos governos do Estado e do Município. Na ocasião, foram apresentadas as ações que vem sendo realizada em âmbito municipal e estadual para agilizar os atendimentos, como a informatização dos sistemas. O encerramento do evento, foi com a palestra de Jô Lima sobre “Resiliência: Competência essencial para alta performance”.

 

Crédito da foto: Humberto Alencastro